Nos dias 27 e 28 de setembro, a Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI) promoveu o 4º Seminário de Relações Internacionais. O evento aconteceu em Foz do Iguaçu e contou com uma programação repleta de painéis, workshops e mostra de iniciação científica. Alunos e docentes do Curso de Relações Internacionais participaram de debates e apresentaram trabalhos, representando o UNICURITIBA.

A Profª Janiffer Zarpelon participou como debatedora em um painel sobre mudanças climáticas, além de apresentar o trabalho intitulado “A política externa brasileira no Governo Temer: continuidade ou ruptura?”. O Prof. Gustavo Glodes Blum apresentou o trabalho “A territorialidade dos dispositivos de segurança do Estado Westfaliano e os impactos dos processos transnacionais de securitização de circulação no espaço de capitais e pessoas”.

Três alunos participaram da Mostra de Iniciação Científica. Foram eles Tiago Pini Inácio Viesba, João Victor de Carvalho e Letícia Laíze Cunha Alves, que apresentaram, respectivamente, os trabalhos “Guerra de Guerrilha: estratégia e tática em evolução e o caso do Boko Haram”, “A ordem neoliberal do sistema internacional e a extraterritorialidade do capital pós-sistema de Bretton Woods” e “Influencia do Wikileaks para a Primavera Árabe na Tunisia”.

Já a Profª Patricia Tendolini de Oliveira, coordenadora de Relações Internacionais do UNICURITIBA, participou de uma reunião com coordenadores de curso do Brasil inteiro, na qual foram discutidas questões como o ENADE e as novas Diretrizes Curriculares dos cursos de Relações Internacionais.

De acordo com a Profª Patricia, “o Seminário da ABRI é um dos mais importantes eventos na área e, neste ano, contou com a presença de pesquisadores, professores e estudantes de todo o Brasil. A presença de professores e alunos da Iniciação Científica do UNICURITIBA, apresentando suas pesquisas, vem confirmar a importância desse tipo de atividade em nossa Instituição”.